Homus, a deliciosa pasta de grão de bico!

De hoje em diante você vai preparar seu próprio Homus! Isso mesmo, a receita original como nos melhores restaurantes árabes. Pois é, sabe aquela porçãozinha mínima que você paga o zóio da cara, pa-ga-va! Agora você tem o poder em mãos, ou melhor, o segredo do sabor.
Na verdade a maioria das pessoas que cozinham já sabem...mas este post é para você que não sabia tá? Sinta-se exclusivamente importante!
Sem dúvida alguma o Tahine faz toda diferença neste preparo, uma pasta de gergelim que confere um  sabor exótico ao prato. É facilmente encontrado no setor de importados do mercado, e o preço compensa pois rende muito bem.

-Ingredientes:

3 xícaras (chá) de grão de bico cozido
1 colher (sopa) de tahine
Suco de 1 limão 
1 dente de alho
Sal e pimenta a gosto
Azeite a gosto 
Água do cozimento do grão de bico o quanto baste
Salsinha para decorar

-Preparo:

Separe uns dez grãos e reserve para decorar.
No liquidificador: coloque o suco do limão, o tahine, um bom fio de azeite, o alho, o grão de bico, aproximadamente 1/3 de xícara (chá) da água do cozimento do grão de bico e com a tecla "pulsar" comece a bater. Se sentir que está muito grosso vá pingando bem aos pouquinhos a água do cozimento apenas até formar uma pasta espessa. Tempere com sal e pimenta bem suave para preservar o sabor. 
Despeje num recipiente aberto, decore com as bolinhas de grão de bico reservadas, a salsinha e finalize regando com azeite. Sirva com pão árabe quentinho que é para ficar ainda mais gostoso.
Rende uma porção generosa.

Super beijo e até mais pessoal!

Bolo mil folhas de maracujá e os dez anos do blog!

Vou pegar carona com este maravilhoso bolo mil folhas de maracujá que fiz para o aniversário de minha mãe e comemorar com vocês um outro aniversário.

 Este mês, mais precisamente dia 3 de fevereiro este blog completou dez anos, dá para acreditar: dez anos
O tempo é senhor de si...quando me dei conta...dez anos se passaram! Voltando lá naquela tarde chuvosa do dia 3 de fevereiro de 2008, quando despretensiosamente navegando de um blog para outro decidi criar o meu. Na hora de escolher o nome, aquele vasto universo de informações de todos os cantos do mundo que se abria diante de mim gerava uma sede de mudança em minha vida!
E num contexto que fazia parte dos meus dias naquele período, lembrei da festa do Purim do povo judeu, que representa mudança de sorte, um tempo de alegria começando! E assim começou o Tempo de purim, e com ele vieram amigos, viagens, aprendizado e troca de experiências tão significativas. 
Acredito em ciclos, acredito que esses dez anos foram um ciclo e acredito que um novo ciclo está surgindo! Sinto a mesma energia daquele dia há dez anos atrás! Que venham mais experiências enriquecedoras, mais amigos e viagens, estou aqui para aprender! 
Quanto a montagem do bolo é exatamente a mesma do bolo mil folhas de doce de leite, clique aqui e confira o passo a passo. A única mudança é substituir o doce de leite por este creme de maracujá super simples de preparar:

 -Ingredientes:

1 lata de leite condensado
1/2 xícara (chá) de suco de maracujá concentrado 
2 caixinhas de creme de leite

-Preparo:

Misture o leite condensado com o suco de maracujá de forma homogênea e deixe descansar por uns vinte minutos, a acidez do maracujá vai tornar o creme bem consistente. Depois disso junte o creme de leite, misture bem e leve a geladeira por uma hora. Neste ponto vale o seu paladar, se gostar de mais ou menos cítrico, mais ou menos doce...vá dosando o leite condensado e o suco de maracujá.
Estando gelado é só montar o bolo, alternando massa folhada, creme de maracujá, massa folhada, chantilly...assim por diante e decore com frutas frescas. Eu usei manga, abacaxi, kiwi e cereja. 
Ficou incrível e bem apropriado para servir no verão!

Deixo hoje aqui um abraço especial para todos que tem caminhado comigo nestes dez anos, obrigada pelo carinho. Saibam que para mim é motivo de muita alegria, admiração e respeito!

Patê de alho poró assado



Esse patê de alho poró foi uma experiência muito bem sucedida, acho que ele é uma versão estilosa do famoso patê de cebola assado. 
Não foi programado, eu comprei os ingredientes necessários e estava certa que tinha cebola na geladeira. Na hora de começar o preparo cadê cebola?
Vasculhando a geladeira eu vejo um belo e fresquinho alho-poró, não deu outra: vai ser com este mesmo! E já imaginei que daria certo por ele ser tão saboroso.
Confesso que superou as expectatívas, ficou realmente muito gostoso. Legal até para os mais seletivos que não curtem cebola, taí uma alternativa...alho poró!

O segredo é  deixar no forno até formar uma crostinha por cima.
 Eu faço o seguinte: coloco o refratário onde vai o patê, dentro de uma pequena assadeira assim não queima no fundo.
Não pode ter pressa, programe para assar uns trinta, quarenta minutos antes de servir para que ele vá a mesa quente, o que o torna tão especial!
Prepare o alho-poró, corte as folhas e guarde-as de volta a geladeira, elas servem para um bom caldo de base para risotos, sopas etc. Agora lave bem o talo e o fatie em rodelinhas bem fininhas.
-Ingredientes:

100g de queijo parmesão ralado
150g de cream cheese
1 xícara (chá) de maionese
1 talo grande de alho poró em fatias
Pimenta preta a gosto 
e se achar necessário uma pitada de sal

-Preparo:

Misture envolvendo bem todos os queijos e a maionese no alho poró. Disponha num refratário que vá ao forno. E mantenha o forno em temperatura média-baixa por uns trinta minutos - vai depender do seu forno.No meu forno foi a 220ºC,
Sirva imediatamente com o pão de sua preferência.

Um abraço apertado!

Falso pão de queijo





Dá pra acreditar que fica até com gostinho de pão de queijo e não leva leite, nem ovos e nem glúten!
Começamos a fazer esta receita aqui em casa já fazem uns três anos. Minha sobrinha tem algumas restrições alimentares e esta é uma receita ótima para quem precisa ter esse tipo de cuidado.
Na verdade é tão fácil de fazer e tão gostoso que serve para todo mundo. Sem falar que fica até bem mais em conta que o pão de queijo. Em qualquer ocasião, adultos e crianças vão curtir!
A receita tem um bom rendimento e pode ser congelada (ainda crua).

-Ingredientes:

3 mandioquinhas de tamanho médio (batata baroa)
2 batatas de tamanho médio
1 cenoura de tamanho médio
3 xícaras (chá) de polvilho doce
2 xícaras (chá) de polvilho azedo
1 xícara (chá) de água
1/4 de xícara (chá) de azeite
1/4 de xícara (chá) de óleo de girassol ou de canola
1 colher (sobremesa rasa) de sal

-Preparo:

Cozinhe a batata, a cenoura e a mandioquinha. Amasse-as como um purê e reserve.
Coloque o polvilho doce e o azedo num recipiente grande.
Ferva a água, o azeite e o óleo juntos e despeje assim fervente escaldando o polvilho.
Coloque o sal e misture.
Junte os legumes reservados ao polvilho e amasse, prove o sal e amasse novamente até ficar uma massa homogênea.
Faça bolinhas não muito grandes e coloque-as numa assadeira untada com óleo (girassol ou canola).
Pré aqueça o forno em  220ºC  e leve a assadeira ao forno até que as bolinhas fiquem firmes com uma casquinha e levemente coradas.

Super abraço!

Sopa creme de abóbora japonesa com agrião e bacon

Noites de inverno merecem comidinhas que acalentam, eu particularmente adoro sopas. Mas tem que ser no capricho, com amor... certo! Esta sopa especialmente é bem elaborada, e tem um sabor harmonioso, especial. 
A abóbora japonesa ou cabotiá dá um pouco de trabalho para descascar, então "prestenção" pessoal na dica valiosa: divida a abóbora ao meio e com a ajuda de uma colher retire as sementes, e leve ao forno numa assadeira por 15 minutos (se preferir pode ser no microondas por uns sete minutos) e descasque com mais facilidade.
 Preciso confessar...desta vez eu comprei já descascada e em cubos na feira e se você achar assim compre, não exite, vai te poupar um trabalhão!

-Ingredientes:

1 kg de abóbora japonesa (cabotiá) descascada e em pedaços
1 cebola grande picadinha ( usei tempero pronto receita aqui )
3 dentes de alho amassados
1/2 xícara de cheiro verde picado
1 litro e meio aproximadamente de água ( se quiser caprichar tem receita de caldo aqui )
sal e pimenta o quanto baste
Agrião picado grosseiramente
200g de bacon picadinho super pequeno

-Preparo:

Na panela onde a sopa será feita coloque o bacon para dourar, ele vai soltar gordura então não coloque óleo. Vá mexendo os pedacinhos até que fiquem bem douradinhos por todos os lados. Retire com uma escumadeira o bacon já pronto e reserve.
Agora no óleo do bacon que ficou na panela doure a cebola e o alho, acrescente 1 litro de água e a abóbora picada. Tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar até amolecer. Eu usei  panela de pressão foram dez minutos.
Depois de cozida acrescente o cheiro verde e bata aos poucos e com cuidado no liquidificador, agora fica a seu critério colocar mais um pouco de água até ficar como gosta, deixe ferver.
Apague o fogo e junte o agrião picado, o calor da sopa irá deixá-lo cozido no ponto certo mantendo a cor verdinha.
Sirva os pratos e salpique um pouquinho do bacon reservado sobre cada porção.

Um beijo e um abraço aconchegantes pra te esquentar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...