Sanduíches de gala




            Meu filho mais velho tinha uma festa na academia hoje, ele veio me rodeando...mãe sabe aquele sandubinha que você faz enroladinho, é muito difícil de fazer?Eu ajudo!.......quem resiste ao pedido de um filho...e ele bem que tentou ajudar não é, Caião, mas o Palmeiras jogando....rsrsrs


          Eu vi esses sanduichinhos pela primeira vez, há uns dez anos na TV feitos pelo Alvaro Rodrigues, ele os apresentou cortados na metade na diagonal oque dá um efeito bem bonito na apresentção mas eles ficam bem pequenininhos.Da primeira vez que fiz eu ia cortando na hora de servir e todos me pediam-" posso pegar antes de cortar?" Então passei a prepará-los assim sem partir ao meio.



          Hoje eu fiz o recheio preferido do meu filho, mas você pode usar outros recheios, rúcula com tomate seco e cotage, peito de perú com cream cheese, pepino e manga em tirinhas, pasta de ricota com ervas e passas e por aí vai conforme sua imaginação criar.
Você vai precisar de papel próprio para embrulhar trufa, eu usei marrom.

-Ingredientes:

2 pacotes de pão de forma sem casca
300g de peito de frango temperado, cozido e desfiado
1 cenoura ralada
1 copo de requeijão light
1 copo de maionese light
1/2 xícara de salsa picadinha 

-Preparo:

Com um rolo de abrir massa aperte uma fatia de pão de maneira que ela fique mais fina.Faça isto em todas as fatias, cuidado para não rasgar as fatias.
Misture o frango, a maionese, a cenoura, o requeijão e a salsa.
Coloque o equivalente a uma colher de sopa cheia  de recheio no meio de cada fatia de pão, enrole e logo a seguir enrole uma folha do papel de trufa.

*Fica ótimo substituir por pão integral.

          Escolha a cor do papel de acordo com o tema de sua festa, é possível encontrar de bolinhas, xadrez e nas mais diversas cores em casas de artigos para festa, fica muito legal!

          Um super abraço a todos!

Pão primavera favorito na máquina de fazer pão



          E a saga dos pães continua aliás chegou para ficar!A máquina é realmente fantástica, muito fácil de programar basta dar uma lida atenta no manual de instruções e pronto.
          Este pão fiz hoje a tarde, ficou tão fofo que desfolhava e o perfume de frutas suave invadiu a casa, devoramos ainda quente!Eu queria porque queria fazer um pão doce então comecei a ver nas receitas os ingredientes que eu teria em casa e este foi oque chegou mais perto, apenas pedia uva passa e eu substitui por cranberry seca que dá no mesmo, muito jóia a combinação da laranja com ela !!!

          Então vamos a receita : programe a máquina para 1.5 libras

-Ingredientes: 
xícara medidora de 240ml

1 xícara de água
1/4 xícara de manteiga 
1 ovo grande
1 e 1/2 colher (chá) de extrato de baunilha
1 e 1/2 colher de (chá) de extrato de amêndoas
1 colher (chá) de sal
3 e 3/4 xícaras de farinha de trigo
1/2 xícara de açúcar
3 colheres (sopa) de leite em pó
1 colher (chá) de fermento biológico seco 
3/4 de xícara cranberry seca ou uva passa
1 e 1/2 colher de (chá) de casca de laranja ralada 

-Preparo:

Coloque os ingredientes líquidos no recipiente para pão já medidos.
Coloque os ingredientes secos já medidos(menos o fermento e as frutinhas secas) no recipiente para pão.
Faça um buraco no meio da farinha e coloque nele o fermento.Jamais deixe o fermento em contato com os líquidos.
Coloque o recipiente para pão na panificadora encaixado e feche a tampa.
Ligue a máquina na tomada mas NÃO aperte o botão start.Pressione o botão "menu" até selecionar a opção sweet (doce).
Pressione o botão "size" até selecionar o tamanho de 1 lb, 1.5 lb ou 2 lb.
Agora sim aperte o botão "start".

* Espere a máquina começar a sovar a massa, ela vai emitir uns sinais de pips durante o ciclo de amassar, levante então a tampa e coloque as frutinhas aos poucos para elas se misturarem bem.

          Um beijo e uma manteguinha da boa para combinar com este pão!

Red Lobster e uma aventura!


          Um belo dia em Orlando acordamos meio tarde e resolvemos ir almoçar no Red Lobster (um restaurante super legal especializado em lagostas) e terminar a tarde em Downtown Disney mas...no caminho precisavamos passar no mercado.O estacionamento lotado exceto algumas vagas na sombra....uau...uma sombrinha debaixo de uma árvore que sorte pensamos!
          Mas interessante porque ninguem parava de baixo das árvores, com uma sombra tão legal??
          Observem bem os pontinhos no carro, dezenas deles...esta foto não retrata bem a realidade que era bem pior.Quando voltamos gente pensem em cocô de passarinho em abundância era muuuuuuuito e para completar fomos direto lavar o carro naquelas máquinas que você compra um código "car wash machine", mas ela não limpou 100% então lá fomos nós dar o acabamento na sujeira restante foi uma comédia!



             Se você tiver oportunidade não deixe de conhecer este restaurante, o atendimento é impecável.Ficamos encantados com a gentil garçonete que nos atendeu.



            Agora eu vou confessar oque eu mais gostei foram dos pãezinhos que eles servem com a salada, gente que delícia muito bom mesmo, aliás será que alguém tem a receita?São quentinhos ....acho que a base de milho.



              A manteiga que acompanha os camarões e a lagosta também é de tirar o chapéu, bem suave.Até minha mãe que é meio devagar para camarões fez elogios!!!Para acompanhar uma limonada de cranberry deliciosa.





          Deixamos a sobremesa para D.D. uma salada de frutas esperta da Haagen-Dazs para refrescar o calor que fazia.





        Precisei  comprar um chinelo macio pois meus pés incharam como duas bolinhas, a gente anda bastante mas para tanta curtição tudo é válido!!!

          Super beijo e até mais!




Pão branco tradicional na máquina de fazer pão


          Cheguei de viagem com coisas legais que eu queria, acho que  nenhuma novidade, mas coisas que me serão muito úteis.Aos poucos conforme cada postagem vou mostrando meus brinquedinhos novos.Vou começar com a máquina de fazer pão em singela homenagem ao dia mundial do pão.Digo singela pois meu primeiro pãozinho feito por ela murchou............



          Eu estava encantada com a perfeição e a facilidade de programar a máquina e tudo correu bem a cada etapa até que eu achei que a massa havia crescido tão linda....mas de repente durante o processo de assar o pão deu uma abaixada no meio....eu fiquei tão frustrada tipo quéquéquéééeeee!!!!Alguém me entendeu???



          Apesar de tudo o pão ficou fofinho e macio e foi devorado ainda quentinho.A receita que fiz é a do manual de instruções que o fabricante sugere para aprender a lidar com a máquina.Eu imagino que seja melhor diminuir o fermento desta receita, tenho muitas receitas legais para testar e só vou compartilhar com vocês quando acertar o ponto, ok?Por hora gostaria de pedir alguma dica sobre a máquina para quem já está acostumado com ela.



          Hoje estive na rua 25 de março fazendo compras para o  trabalho e constatei que fiz uma economia de R$200,00 comprando esta máquina fora.Agora preciso me entender com ela, aliás amei a brincadeira o cheirinho de pão assando é tão bom!!!!


Um beijo enorme!

Carne louca


          Sempre que viajo gosto de deixar comida congelada para os meninos.Eles estão naquela fase de trabalhar e ir para a faculdade, chegam cansados e não é legal comer pizza todo dia...
          Para deixar ao menos algo prático e com gostinho de comida caseira, pensei em um lanche que eles gostam demais: a carne louca.Um prato que alguns dizem ser de origem italiana, mas já está totalmente abrasileirado.

-Ingredientes para a carne

1 k 200g de lagarto
1 copo de vinho tinto
2 folhas de louro
2 colheres (sopa) de vinagre balsâmicoo 
1 cabeça de cebola
1 tablete de caldo de carne
3 dentes de alho
3 colheres (sopa) de óleo
1 colher (sopa) de pimenta vermelha
3 copos de água

-Preparo da carne:

Aqueça o óleo na panela de pressão e coloque a carne dentro da panela, deixe fritar cada um dos lados virando sempre para selar.Coloque então todos os temperos e a água prove o sal se necessário corrija, tampe a panela e leve ao fogo baixo até pegar pressão.Abaixe o fogo para o mínimo e cozinhe por 1 hora.Apague o fogo e deixe esfriar enquanto prepara o molho...


-Ingredientes do molho:

1 pimentão vermelho em tirinhas
1 pimentão amarelo em tirinhas
1 cebola grande em tirinhas
1 embalagem de molho de tomate refogado pronto
1 xícara de cheiro verde picadinho


-Preparo:

Abra a panela de pressão com cuidado e retire a carne.Para ganhar tempo coloque a carne num recipiente de plástico no freezer, enquanto isto pique os vegetais.O caldo que sobrar da carne deixe no fogo para reduzir , coloque neste caldo um pacote de molho de tomate e deixe fervendo em fogo baixo.Desfie a carne junte a este molho , junte também os vegetais e deixe ferver até amolecerem um pouco, apague o fogo e acrescente o cheiro verde.
Sirva com pães frescos e um suco bem gelado!

*receita: Edu Guedes

Vou ali e já volto!
Beijos e mais beijos!

Sorvete de morango cremoso



          Quando bati os olhos nesta receita já imaginei o quanto seria saborosa, é aquele lance que  misturando coisas boas o resultado só pode ser muito bom.Uma receita prática , econômica, tem um rendimento bom e o sabor é maravilhoso.
          Quem gentilmente me passou a receita foi minha amiga Sandra Lanzarine, a quem desde já agradeço.Ela também gosta de se aventurar na cozinha e vez ou outra posta receitas legais como esta no face.Tenho doces lembranças das nossas aventuras no início da nossa juventude.
          O legal desta receita é que dá para variar o sabor, quero fazer com abacaxi, coco, cereja que amo e com este calor que tem feito um sorvete vai bem!!

-Ingredientes:

1 caixinha de gelatina sabor morango
500ml de água
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
2 xícaras (chá) de morango fresco -opcional

-Preparo:

Ferva 250ml de água e num recipiente dissolva a gelatina mexendo bem, junte os 250ml de água fria restantes             misturando.Leve ao liquidificador a gelatina dissolvida, o leite condensado e o creme de leite e bata por uns dois minutos.Neste ponto você pode acrescentar também os morangos e bater junto.Leve ao freezer por 3 horas , bata na batedeira na potência máxima por 10 minutos e leve novamente ao freezer por mais ou menos 8 horas.

Sucesso absoluto, um beijo e fiquem na paz!!

Batata doce em calda


          Eu queria encontrar a batata doce de polpa roxa, para fazer aquele docinho cristalizado que as doceiras vendem pois sou apaixonada por ele.Mas é difícil demais de encontrar, acabei comprando as batatas de casca roxa e polpa amarela para fazê-las carameladas como sempre fazemos aqui em casa.É simples de fazer assim como esta receita que acabei por seguir da união.Numa outra oportunidade quero postar aqui tanto a batata caramelada quanto a roxa que ainda pretendo encontrar.(Talvez no mercado municipal)
          A gente fala tanto sobre alimentos e nem nos damos conta de como temos alimentado nosso espírito, eu te convido a pensar sobre isto.Assim como construímos nossos relacionamentos com famíliares e amigos temos que construir um relacionamento com o Espírito Santo e pedir que Ele nos encha com seu amor.Só assim poderá fluir através de nós o amor mais puro por nossos queridos.Esta é sem dúvida a melhor receita, a da felicidade!


-Ingredientes:

1 quilo de batata doce descascada e cortada em cubos de mais ou menos 2cm.
Água suficiente para cobrir estes cubos na panela.
4 xícaras de açúcar cristal 
3 xícaras de água
canela em pau a gosto 
4 cravos da índia 

-Preparo:

Coloque a batata para cozinhar até abrir fervura , apague o fogo e reserve.
Enquanto isso em outra panela coloque o açúcar, as 3 xícaras de água, a canela e o cravo e leve ao fogo até que se forme uma calda em ponto de fio ralinha.Escorra os cubos de batata e coloque-os nesta calda e deixe ferver até ficarem macios.

          Depois de frio leve a geladeira, mas se sobrar... pois até quente é delicioso!

          Abraços!

Ilha Bela- DPNY - uma dica imperdível!

          
          Ganhei como presente de aniversário uma viagem para Ilha Bela.Foram dias maravilhosos de muito sol a beira da praia do Curral no fantástico  DPNY Beach Hotel.
          Separei algumas fotos para compartilhar com vocês e recomendo entrar no site e conferir no canto esquerdo da página principal a galeria de fotos, ler um pouco sobre o hotel, eleito o melhor hotel de praia da América do Sul.


          Um detalhe que observei foi que na grande maioria os hóspedes são casais, é bem apropriado para lua-de mel, aniversário de casamento ou até mesmo para celebrar um casamento.


          As camas com dossel tornam o ambiente romântico.


          Este é o Spa e acima a suíte principal.








O descontraído bar da praia. A decoração é inspirada em Bali.




Em cada canto do hotel há um detalhe: alegres e diferentes mosaicos, esculturas e arranjos de flores.










          Tem passarinhos e esquilos por toda parte.E o pôr do sol é um espetáculo digno de aplausos.







         Este é o restaurante Tróia, merecidamente premiado.No site é possível encontrar informações sobre reservas.Especializado em cozinha contemporânea-mediterrânea. 


Quem comanda a cozinha é a chef Renata Raikov, que também privilegia ingredientes brasileiros.
Como entrada há sempre uma opção de sopa comfort food,  leve, com uma textura delicada como a sopa creme de abóbora, divina!




         Crostini de poró e brie com seleção de folhas e redução de aceto.




Carre de cordeiro com cuscuz à paulista.     

                                                                          



Genoise de especiarias com mousse de banana e caramelo.




_____________________________________________

          A equipe de funcionários está de parabéns todos muito bem treinados, e tornam o ambiente ainda mais acolhedor.Já estamos com saudade!



            




  Na outra ponta da praia do Curral tem um restaurante super simpático  o Dedo de moça.Praticamente com os pés na areia você pode degustar frutos do mar.




            Espero que tenham gostado da dica e se forem à Ilha Bela já sabem onde se hospedar!

            Beijão!

Móvel revestido com tecido - meu gaveteiro "cute" em patchwork











           Eis oque andei aprontando: revestindo móvel com tecido.Uma atividade gratificante e você só vai precisar dos seguintes materiais e de um pouco de paciência.






          Um móvel com superfície lisa bem limpo.




          Tecidos diversos e uma tesoura de picotar tecido.



         Cola branca, um pincel pequeno, um rolinho pequeno, verniz spray fosco incolor para artesanato (cuidado para não comprar verniz para madeira pois mancha o tecido) e no meu caso usei tinta branca spray para pintar os puxadores.


         Comece cortando os quadradinhos de tecido, deixe uma quantidade razoável já pronta para facilitar o trabalho.Se for o caso retire as gavetas e trabalhe com elas a parte.
          Aplique então a cola numa parte do móvel (limpo previamente) e comece a colar os quadradinhos sem repetir  as estampas, faça assim por toda a superfície e capriche nos cantos cortando os excessos de tecido.
          Aqui entra a paciência: deixe secar por 24 horas.
Com o rolinho aplique cola branca uniformemente apenas na superfície que estiver virada para cima, (por cima do tecido) para não escorrer.Deixe secar 24 horas, vire de um outro lado, aplique novamente a cola com o rolinho e continue a virar a cada 24 horas até que tenha passado por todo o móvel e deixe secar 24 horas.
         Comece então a aplicar o verniz spray conforme as instruções da embalagem, (numa distância de 25 cm) uma camada a cada 3 minutos num total de 3 camadas em cada lado e  a cada 30 minutos vire o móvel para aplicar o verniz.
         Pinte os puxadores,  recoloque-os e seja feliz com seu móvel repaginado!!!

           Eu busquei inspiração no blog "Arrumando a casa" de Lúcia Borcem, cheio de idéias inteligentes, num post onde ela apresenta vários modelos de móveis revestidos e tem até um link de um vídeo com o passo a passo.

           Um super abraço!

Fettuccine al limone





                           Esta receita é a mesma do famoso "spaghetti al limone", sim eu disse famoso e se por ventura você ainda não provou eu sugiro que vá imediatamente para a cozinha coloque uma musiquinha ao fundo, abra uma garrafa do seu vinho predileto e prepare esta delícia.É simples até mesmo para quem não tem digamos habilidades culinárias...fica muuuuuuuuuuuuito bom, fui clara?Então se joga nessa aventura e veja se a receita faz jus a "fama"!

-Ingredientes:

500g de fettuccine
500ml de creme de leite
1 limão siciliano-o suco e as raspas da casca
1 cebola em cubinhos
1 dente de alho amassado
4 colheres (sopa) de azeite
sal e pimenta a gosto
1 xícara de queijo parmesão ralado grosseiramente

-Preparo:

Coloque dois litros de água para ferver com sal e um fio de óleo e cozinhe o fettuccine "al dente".
Enquanto isso doure a cebola e o alho em duas colheres de sopa de azeite e acrescente o creme de leite, abaixe o fogo e junte o suco e as raspas do limão, coloque meia xícara de parmesão, o restante do azeite misture e coloque sal e pimenta do reino.Quando escorrer o fettuccine guarde 1 xícara (chá) da água do cozimento. Junte ao molho e despeje sobre o macarrão.Sirva imediatamente polvilhando queijo parmesão e pimenta do reino moída na hora sobre cada prato.

Um piano ao fundo...........afinal a gente é quem escolhe ser feliz a cada instante!Beijinhos.




*Receita inspirada na PamB.

Canjica cremosa rápida





        O tempo em que preparar canjica era algo demorado (sem falar no medo da panela de pressão explodir...) já era!Desde de que lançaram produtos cozidos a vapor e embalados a vácuo a vida da gente ficou bem mais prática.Eu particularmente gosto dos produtos da Vapza, além da canjica já usei o grão-de-bico(tenho sempre na geladeira para a salada ,homus),a carne seca, o frango desfiado, o feijão branco e o feijão carioca-bom demais!
Vejam bem, eu não estou ganhando para fazer propaganda aqui, aliás raramente falo sobre marcas mas como eu tenho usado com frequência estes produtos eu recomendo.É tão legal quando alguém dividi algo bom conosco, muitas vezes dividimos para multiplicar.E se você for totalmente "old school" tenho algo a lhe dizer:
você continuaria a bater bolo na mão se já inventaram a batedeira ou tantas outras facilidades que hoje fazem parte da nossa vida, é só uma questão de tempo e fazer canjica cozida no vapor já será normal em todas as cozinhas.Afinal de contas estar antenada com as facilidades que surgem é para todos, minha avó  foi quem me deu esta dica, uma senhorinha moderna ....eu se fosse você me abriria para o novo.
Para quem vive nesse mundo corrido é um verdadeiro coringa na cozinha.


*Tem um post bacana sobre este tema no Rainhas.


-Ingredientes:


500g de canjica cozida no vapor
2 xícaras de (chá) de leite
1 caixinha de leite condensado moça(não use genérico é ruim demais)
1/2 vidro de leite de coco
2 cravos
1 pau de canela grande
2 colheres (sopa) de flococo 
1 caixinha de creme de leite
3 ou 4 paçoquinhas de amendoim (yoki) trituradas 


-Preparo:
Antes de abrir o pacote da canjica, faça uns furinhos nele e desmanche com as mãos soltanto bem os grãos.Junte todos os ingredientes (menos o creme de leite) e ferva numa panela alta por cinco minutos em fogo médio, junte o creme de leite, uma paçoquinha e volte ao fogo por mais um minuto.Sirva decorando com um pouquinho de paçoquinha triturada sobre cada porção.Fica muito saborosa e tudo em menos de dez minutos!!!




**Este post é dedicado a minha prima Ester (ela saberá o motivo rsrs).


Abraços mil!

Paçoquinha de colher





Este docinho eu descobri uma vez num site de notícias, achei legal  só que não anotei a receita.Passado um tempo eu precisei de algo diferente em tempo de festa caipira e quem disse que eu encontrava a receita... nem ao menos lembrava o nome do site.Fui direto para o google como última tentativa e não só encontrei a tal receita do site que nem era tão boa como encontrei um blog lindo de festas: o Ópera cacau.Logo percebi que a receita delas era bem melhor.Desde então sempre que tenho que preparar algo para levar nessas festinhas típicas faço essa paçoquinha de colher.
Por terem me pedido a receita várias vezes e por eu ter gostado demais do resultado colorido e alegre desta mesa eu resolvi partilhar aqui também esta dica de decoração com topiarias de pipoca.
Eu me inspirei no Pinterest e fiz as minhas com bolas de isopor, serrei o cabo de dois rodinhos daqueles infantis (que pode ser um graveto) coloquei dentro de um baldinho colorido um pedaço de floral úmido como base.Estourei pipoca no microondas daquelas light pois com gordura ela murcha rápido, e colei com cola quente no isopor (uma por uma...dá-lhe paciência), espetei o cabo na bola já pronta e depois no floral.Cobri a base com pipocas e dei um laço com fita colorida no cabo.  

Estas são as topiarias de pipoca




Receita da paçoquinha de colher
-Ingredientes:


1 lata de leite condensado
16 paçoquinhas de rolha(eu uso yoki pois tem mais sabor)
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
200ml de creme de leite




-Preparo:


Coloque o leite condensado, 8 paçocas trituradas e a manteiga em uma panela-fundo grosso e mexa em fogo baixo até começar a soltar das laterais da panela(não até o ponto de enrolar, tem que ficar cremoso).Apague o fogo e adicione o creme de leite.
Enquanto ainda estiver morninho coloque o doce num saco de confeitar e encha os copinhos cuidadosamente para não sujar as bordas, triture as paçoquinhas restantes e salpique por cima para decorar.


Fiquem com Deus, nosso Pai de amor!

Curau Cremoso




Hoje trago duas dicas especiais, a primeira é este curau cremoso que preparei ainda há pouco e segundo o pessoal aqui de casa "aquece até a alma".
 Marquei em uma antiga revista com edição de festa junina, algumas receitas que me pareceram boas e hoje coincidiu o frio que faz em São Paulo com o milho verde que estava pronto para ser usado e deu samba.Que de-lí-cia!É uma variação delicada e surpreendente do curau de colher,  é para beber quentinho...
A segunda dica é sobre Porto Ferreira, conhecida como capital da porcelana, apesar de ter muitas outras coisas para decoração.Desde que a descobri já estive lá por três vezes, e confesso cada vez trago mais peças e descubro mais lojas interessantes, como a Scalla onde comprei esta peça da foto e outras muito lindas (ficam na avenida do Comércio).
 A Paco fica logo na entrada desta avenida(galeria das fábricas), mas é bom se informar pois eu só descobri esta rua na terceira vez que estive lá,  é a rua mais bonitinha, não passa carro uma espécie de mall , nesta última semana peguei uma super promoção, uma quinzena maluca com descontos de 50%.
A cidade fica a 252km de São Paulo, para mim fica fácil pois tenho família perto mas vale o passeio!


-Ingredientes:

4 xícaras de milho verde
2 xícaras de leite1/2 lata de leite condensado
1/2 garrafinha de leite de coco
1 xícara de água
canela em pó a gosto 

-Preparo:

Bata o milho verde com o leite e coe em uma peneira, espremendo bem para tirar todo o suco.Leve este suco ao fogo médio com os demais ingredientes(menos a canela em pó), mexa até começar a ficar cremoso, se for necessário coloque mais um pouquinho de leite(isto vai depender da qualidade do milho) deixe levantar fervura e apague o fogo.Sirva em canequinhas e polvilhe canela em pó para decorar.

*receita adaptada da revista Cláudia Cozinha 

Super beijo e até mais!

Escondidinho de carne seca



              Estou muito feliz meus passarinhos já estão em Londres e tudo corre bem.
              Por aqui tudo na paz, provavelmente irei para o Rio de Janeiro a trabalho no meio deste mês.
              A receita a seguir foi um "achado", sabe quando a gente pega uma página de alguma revista só por causa da receita?Quem nunca fez isto?Pois é eu guardei esta página por muito tempo e fazendo uma organização nas minhas coisas a encontrei e resolvi testar por ser de um chef que "ensina segredos da culinária pernambucana" Francisco Rebelo. 
              Os elogios foram tantos e pedidos de repeteco que já fiz duas vezes.Fica muito bonitinho em ramekins também, recomendo!!!





-Ingredientes:


1 quilo de mandioca limpa
1/2 quilo de carne seca dessalgada e desfiada
2 copos americanos de leite integral
250 gramas de catupiry
50 gramas de queijo coalho ralado
2 colheres (sopa) de manteiga
5 colheres (sopa) de manteiga de garrafa ou óleo
1 cebola grande cortada em cubinhos
salsinha
sal


-Preparo:
Cozinhe a mandioca até ficar bem macia, esprema e coloque em uma panela acrescentando o leite, a manteiga, o catupiry e sal a gosto, até formar um purê.Reserve.
Desfie a carne seca cozida e refogue na manteiga de garrafa com a cebola.Numa travessa coloque metade do purê bem espalhado.Por cima espalhe a carne seca polvilhe a salsinha e cubra com a outra metade do purê.Polvilhe o queijo coalho e leve ao forno para gratinar.


Beijinhos calorosos!!!

Meu coelho preferido!



Hoje a receita vem assim fofinha e recheada de amor, que o verdadeiro sentido da Páscoa visite cada lar,  Jesus que está vivo pois ressuscitou ao terceiro dia para mostrar ao mundo que é o Cristo filho de Deus.Que a fé e o amor inunde nossos corações e a paz seja com cada um de nós!

O coelho dorminhoco na foto acima é o Eric, meu sobrinho quando era ainda bebê.
Tive probleminhas com minha saúde, e estou numa fase de ajuste de remédios por isso ando ausente mas tenho já algumas receitinhas guardadas para postar.
Se lembrarem de mim em suas orações eu ficarei muito feliz!

Irei trabalhar no feriado, mas desejo um bom descanso e uma Páscoa maravilhosa para todos!


Panna Cotta com calda de morango





Sempre achei que panna cotta fosse uma sobremesa trabalhosa e provavelmente por isso não me interessava por fazê-la.Para minha surpresa fui dar uma pesquisada e descobri que é simples: um tipo de pudim de origem italiana  "panna"= creme, "cotta" = cozido, aromatizado com baunilha e servido com caldas ou geléias de frutas diversas.
(Estou aqui com uma música da Adele no DVD tão incrível queria compartilhar o vídeo neste post mas andei lendo que o You tube é pago, ainda não me interei do procedimento para blogs então nem vou mexer com isso...meleca!)


Mas oque importa mesmo é a receita.

-Ingredientes para o creme:

500ml de creme de leite fresco
2 colheres de (sopa) açúcar
1 fava de baunilha
1colher de sopa de rum
6g de gelatina em pó incolor e sem sabor

-Preparo:

Leve o creme de leite, o açúcar, a baunilha(Abra ao meio de uma extremidade a outra e com a ponta de uma faca retire as sementes)-eu coloquei as sementes e a fava também na panela- e o rum.Mexa em fogo brando mas não deixe ferver para não talhar.
Hidrate a gelatina conforme a instrução da embalagem e depois de derretida junte ao creme ainda quente mexendo muito bem para incorporar.
Distribua em porções individuais em copinhos, tacinhas ou caso queira desenformar em potinhos apropriados.
Espere esfriar e leve para gelar por umas três horas ou até que esteja firme.

-Ingredientes da calda:

3 xícaras (chá) de morangos lavados e picados (os grandes em quatro pedaços e os menores em dois)
4 colheres (sopa) de açúcar

-Preparo:

coloque os morangos e o açúcar numa panela para ferver- não coloque água- deixe apurar até formar uma calda brilhante e grossinha, aproximadamante seis minutos.Se formar uma espuma branca retire com cuidado, apenas a espuma superficialmente.Deixe esfriar e leve a para gelar.

Sirva o creme com a calda  de morangos geladinha.

Receita daqui.

Bye , vou correndo buscar o meu que estava gelando até agora...hummmmmmmmmm!

Gelado de abacaxi



Fiz esta sobremesa para a ceia de fim de ano , nós a fazemos aqui em casa há uns bons 25 anos por isso não sei de onde vem.Mas oque importa é que é super refrescante, e combina bem com os dias de calor.Eu estava olhando a galeria de fotos do celular e achei esta dentre outras por lá esquecidas...
Lembro bem que na hora da ceia, a bateria da máquina acabou, e como ninguem iria esperar eu resolver isto, ataquei no estilo  quem não tem cão caça com gato...e o celular quebrou o maior galho!Meu mundo por uma máquina de qualidade!
A receita é simples, barata e deliciosa:

-Ingredientes:

1 abacaxi descascado sem caroço em fatias 
2 caixinhas de gelatina sabor abacaxi
1 lata de creme de leite
2 colheres (sopa) de açúcar

-Preparo:

Corte cada fatia de abacaxi em seis pedaços mais ou menos.Reserve duas rodelas para decorar.Numa panela coloque o abacaxi picado, o açúcar(se o abacaxi for docinho diminua a quantidade para 1 colher de sopa) e 1/2 xícara(chá) de água e deixe ferver tampado por uns cinco minutos- eu costumo colocar 1 cravo da índia mas nunca mais que isso para não roubar o sabor do abacaxi.
Escorra numa peneira  e guarde a calda que sobrou.Complete essa calda com água fervente até 500ml e dissolva aí a gelatina, junte o creme de leite em fogo brando até incorporar mas não deixe ferver senão talha.Apague o fogo e acrescente os pedacinhos de abacaxi cozidos.
Despeje num refratário e leve a geladeira por umas cinco horas .

*Se talhar, antes de juntar os pedacinhos de abacaxi, bata no liquidificador, volte ao refratário e acrescente o abacaxi.
**Fica bonito desenformar este gelado, montando numa forma com desenho, ou até mesmo aquelas de pudim, apenas passe água fria na forma antes de despejar a gelatina.

Abraços!






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...